Futebol Internacional

Premier League: 18ª rodada

POR: Gustavo de Oliveira Souza

A penúltima rodada do primeiro turno contou com jogos importantes e ausência do líder no final de semana.

O jogo de abertura da rodada 18 da Premier League foi entre Everton e Arsenal, no sábado. A vitória era de muito valor para ambas as equipes, já que o time de Liverpool necessitava descolar ainda mais da zona de rebaixamento e os Gunners precisavam diminuir a distância para a classificação para a Liga Europa. Porém, o empate sem gols persistiu no placar, e os dois saíram de campo com o gosto amargo do resultado. O trio de jovens: Martinelli, Rowe e Nelson não conseguiram marcar para os visitantes, enquanto o Everton não deu sequer um chute no alvo. Final: Everton 0x0 Arsenal

Bournemouth e Burnley também jogaram no sábado, e os visitantes levaram a melhor. Mesmo com 65% de posse de bola, os comandados de Eddie Howe foram derrotados. O atacante Jay Rodriguez saiu do banco e fez o único gol do jogo. Final: Bournemouth 0x1 Burnley

Em confronto direto para escapar do Z3, Aston Villa e Southampton jogaram, no Villa Park, uma partida muito movimentada. Com os dois gols, Ings chegou à vice-artilharia do campeonato, empatado com Abraham e Aubameyang, com 11 gols. Stephens também balançou as redes para os visitantes e Grealish diminuiu para o Villa, que agora ocupa a 18ª posição, sendo ultrapassado pelos Saints. Final: Aston Villa 1×3 Southampton

Embalando a terceira vitória seguida, a equipe do Sheffield United foi até Brighton e venceu o time da casa pelo placar mínimo. O jovem atacante McBurnie fez o gol que levou os Blades para a 5ª colocação, dependendo apenas de si na próxima rodada para terminar o turno entre os cinco primeiros. Final: Brighton 0x1 Sheffield Utd

No St. James Park, o Newcastle fez valer o mando de campo e derrotou o Crystal Palace. O jovem paraguaio, Miguel Almirón, fez o gol da partida, ajudando o Newcastle a ficar na parte de cima da tabela. O Palace, mesmo com 16 finalizações, sendo que 4 foram na direção do gol, não conseguiu superar o goleiro Dúbravka. Final: Newcastle 1×0 Crystal Palace

Em jogo equilibrado nas estatísticas, Norwich e Wolverhampton disputaram os três pontos no Carrow Road. E, de virada, os Wolves saíram vitoriosos. Cantwell abriu o placar para o time da casa, mas na segunda etapa, Saiss, aos 60′, e Jiménez, aos 81′, marcaram e conquistaram a vitória e o 6º lugar da Premier League. Final: Norwich 1×2 Wolves

Também de virada, o Manchester City venceu o Leicester e reduziu a diferença entre as equipes. O artilheiro isolado da competição com 17 gols, Jamie Vardy, abriu o marcador para os Foxes. Mas os Citizenses mostraram poder de reação e marcaram três vezes. A lei do ex funcionou mais uma vez, e Mahrez empatou a partida, Gundogan, de pênalti, fez o segundo gol e Gabriel Jesus completou com o terceiro gol, para a alegria de Guardiola. Um ponto apenas separam as equipes, o Leicester fica com 39 e o City com 38. Final: Manchester City 3×1 Leicester City

O Manchester United foi até Watford e saiu do Vicarage Road derrotado. O lanterna, Watford, conseguiu fazer, no começo da segunda etapa, dois gols e conquistou sua segunda vitória no campeonato inglês. Sarr, aos 50′, e Deeney, aos 54′, de pênalti, deram alegria para os torcedores dos Hornets. Que continuam na última colocação, enquanto os Red Devils caem para a 8ª posição. Final: Watford 2×0 Manchester Utd

O clássico de Londres, no domingo, entre Tottenham e Chelsea, fechou o fim de semana. Os Blues aplicaram boa vitória em cima dos Spurs, com ótima participação do brasileiro William, que fez dois gols. Os comandados de Lampard, mesmo fora de casa, comandaram as ações da partida. Com mais organização e chances criadas, os Blues construíram o placar ainda no primeiro tempo. William aproveitou desatenção de Aurier, avançou para a área, deu seu corte característico e bateu para o gol, sem chances para Gazzaniga. O segundo gol saiu nos acréscimos, após pênalti cometido de maneira totalmente atrapalhada pelo goleiro dos Spurs e, convertido pelo camisa 10 dos Blues. Já na etapa final, os gols não saíram, mas contou com a expulsão contestável de Son pelo VAR, além de atos racistas cometidos por torcedores do Tottenham contra o zagueiro Rudiger, atos criminosos que fizeram com que a partida parasse algumas vezes. FINAL: Tottenham 0x2 Chelsea

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta