Transferência

FCBarcelona tenta construir um novo “quadrado mágico”, porém, envolvendo polêmicas.

Possível "Quarteto fantástico" a serviço do Barcelona na temporada 2019/20.
Reprodução

O gigante da Catalunha tenta construir um time ainda mais forte para a temporada de 2019/20. O clube azul e grená conta com Antoine Griezmann, ex-atacante do Atlético de Madrid, como seu maior reforço e a segunda contratação mais cara da história do clube, estipulado no valor de 120 milhões de euros (R$500 milhões). O contrato do francês infere que o jogador defenderá o Barcelona pelas próximas cinco temporadas (até 2024). De acordo com o jornal Mundo Deportivo, o atleta teria aceitado um corte de até um terço do seu salário do recebia no clube colchonero, passando a receber 16 milhões em Barcelona, quando recebia 23 milhões em Madrid.

O período de apresentação de Griezmann, entretanto, foi conturbado devido a ter se recusado a se reapresentar pelo Atlético, e sua contratação foi marcada por polêmicas em relação à multa rescisória. Segundo o Atlético, o clube da capital devia receber 80 milhões de euros a mais do que foi pago pelos catalães (200 milhões de euros).

Outro reforço do Barcelona para a temporada seria a volta de Neymar Jr. ao clube após duas temporadas do Paris-Saint-Germain. Entretanto, essa contratação ainda não passou de especulação. Segundo jornal espanhol, o Barcelona teria oferecido inicialmente 40 milhões de euros (R$168,7 milhões) mais o atacante francês Ousmane Dembélé e o meia brasileiro Philippe Coutinho, logo depois, teria aumentado para 100 milhões de euros (R$420milhões) e dois quaisquer jogadores que estariam na lista de vendas do clube para 2019/20. O clube francês se mostrou irredutível na exigência de 300 milhões de euros, valor com altas chances de cair conforme avançam as negociações, buscando apenas não levar nenhum prejuízo na vendo do jogador após ter pago R$222 milhões de euros na sua contratação.

Porém, esse caso ainda não está resolvido e quaisquer outros caminhos para o camisa 10 brasileiro parecem tortuosos. Tendo em vista, que Chelsea não sabe se poderá contratar no próxima janela devido a punição da FIFA, Zinedine Zidane(técnico do Real Madrid) teme a influência de Neymar, a Juventus já arca com as contratações de Cristiano Ronaldo e De Ligt, Guardiola (técnico do Manchester City) não tem interesse no jogador, Liverpool tem um time completo e Manchester United não jogará a Champions League. Todos esses fatores tornam a destino do Brasileiro algo incerto e difícil de se prever.  

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta